Vereador de Timon atribui crime a policiais e guardas municipais sem provas

O vereador Francisco Borges atribuiu levianamente aos policiais militares e guardas municipais de Timon a suposta prática de ‘segurança privada’ em estabelecimentos comerciais da cidade.

A fala ocorreu durante a manifestação de trabalhadores por aplicativos por mais segurança pública na cidade, na terça-feira (18), diante do crescente número de roubos a estes enquanto prestam os serviços.

“Os guardas, os policiais estão nas padarias, protegendo o comércio, que podem pagar por uma segurança privada”, disse o vereador em vídeo que circula nas redes sociais.

A conduta apontada pelo parlamentar é vedada às forças de segurança pública, por serem considerados agentes públicos, e considerada crime, podendo ser punida internamente e culminar na exclusão dos quadros da corporação.

Deixe uma resposta