Imprensa nacional não compra ufania brandonista de que Maranhão realiza “Maior São João do Brasil”

O vereador-secretário Paulo Victor bem que tentou. Fez sua parte e o melhor possível com a nababesca verba destinada pelo Governo do Maranhão à secretaria que comanda – a de Cultura (SECMA) – para fazer das festas juninas em solo maranhense uma vitrine nacional para os intentos de poder do projeto dino-brandonista. Faltou combinar com os russos.

Em extensa reportagem exibida no BandNews TV, na noite do último domingo (12), não se dedicou linha alguma ao Maranhão. O debate tradicional, sobre quem teria o “Maior São João do Brasil”, ficou entre as cidades de Campina Grande/PB e Caruaru/PE.

Uma prova de que tradição não se compra e a imprensa nacional, ao contrário de boa parte dos escribas maranhenses, não se curva aos interesses rasteiros do Palácio dos Leões.

Sem um interesse meramente eleitoreiro e feito um trabalho que, de fato, eleve o patamar turístico do estado, há todo um potencial para que a ufania brandonista se torne, um dia, realidade.

Até lá, seguiremos ignorados ou motivo de chacota.

Deixe uma resposta