Para conter críticas, Brandão tenta drible matemático e falha

Com as críticas e cobranças quanto à redução do ICMS, a partir do atendimento ao disposto na Lei Complementar nº 194/2022, o governador-tampão resolveu agir. Contudo, a tentativa de ludibriar a população não deu certo.

Ao fazer anúncio de porcentagem até maior (21,30%) de desconto do que aquela que seria obtida com a simples obediência ao texto federal – já seguido em outros estados – Brandão, convenientemente, ocultou que, na prática, a redução nas bombas será efêmera, desaparecendo ao primeiro aumento do combustível nas refinarias.

Se a população já se via descontente, a cobrança se intensificou após a “fake news” do inquilino temporário do Palácio dos Leões:

Deixe uma resposta