Mais um bolsonarista ganha espaço no governo de Carlos Brandão 

Depois de esvaziar todas as salas, gabinetes, puxadinhos, prédios, órgãos públicos e onde ainda havia pessoas ligadas ao governo de Flávio Dino (PSB), o que se viu no governo de Carlos Brandão (PSB) foi a tomada de personagens alinhados ao governo de Jair Bolsonaro (PL), os chamados “bolsonaristas”. 

O mais recente exemplo é o novo secretário de Cultura, Yuri Arruda. Ocupante da vaga deixada pelo agora ex-secretário da pasta, Paulo Victor (PCdoB), o novo titular da SECMA era ferrenho crítico da gestão dinista, do então vice-governador Carlos Brandão e de tudo que envolvesse os comunossocialistas. 

As publicações, feitas nas redes sociais de Yuri, vieram à tona no momento em que a nomeação do secretário se tornou pública:

Com a repercussão negativa, o secretário excluiu os conteúdos e publicou vídeo com discurso alinhado ao projeto de poder Dino-brandonista:

Deixe uma resposta