Brandão ampliou base de apoio após distribuir valores do “Orçamento Secreto da Saúde”

Até o final do primeiro trimestre deste ano, a base de apoio ao projeto de reeleição do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) era bem menor que a atual, quando analisados os prefeitos que o acompanham. 

Durante algum tempo, questionou-se o que fez com que gestores de municípios como Pedro do Rosário, São Domingos do Maranhão, entre outros, que declararam e participaram de eventos de apoio ao pré-candidato do PDT ao Palácio dos Leões, Weverton, mudassem de posicionamento subitamente. 

Essas questões começam a ser elucidadas ao analisarmos a tabela de valores do chamado “Orçamento Secreto da Saúde”, que vem repercutindo na imprensa maranhense ao longo da semana. Foram R$ 64,9 milhões distribuídos a municípios de norte a sul do Maranhão.

Pedro do Rosário, administrado por Toca Serra (PCdoB), recebeu R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais) de acordo com os dados de liberação do chamado “fundo a fundo” da Secretaria Estadual de Saúde do Maranhão (SES/MA). Outros R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) foram destinados a São Domingos do Maranhão, de Kleber Tratorzão (PP).

Ambos os políticos constavam na lista de apoios ao pré-candidato pedetista, tendo participado de eventos de pré-campanha, especialmente “Caravana Maranhão Mais Feliz”.

O que os teria levado a reavaliar seu posicionamento e abdicar do apoio ao líder das pesquisas até aqui? 

Fica a pergunta no ar…

Deixe uma resposta