Weverton demonstra confiança na urna eletrônica e nas instituições

Em visita de cortesia ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), o candidato ao Governo do Estado, Weverton Rocha (PDT), respondeu a questionamentos da imprensa sobre temas em voga no debate político de momento. 

O pedetista afirmou ter total confiança no sistema eletrônico de votação, por meio da urna eletrônica, e nas instituições que têm por finalidade a garantia da democracia e da soberania nacionais – a exemplo do TRE-MA.

Weverton também falou sobre outros assuntos, como o início da campanha eleitoral no rádio e na televisão. Confira os principais tópicos:

URNAS ELETRÔNICAS E SISTEMA ELEITORAL

“Eu acredito na urna eletrônica, sei da seriedade que tem a Justiça Eleitoral e também reforçar a nossa confiança nas instituições, pincipalmente no Poder Judiciário. A eleição do Maranhão é uma das mais acirradas e difíceis da nossa história. E há, hoje, um claro abuso da máquina, do poder econômico, político, e a clara interferência de outros poderes e outros setores. Então é necessário que o Poder Judiciário tenha esse papel fundamental de ajudar e fazer que não permita esse tipo de interferência.”

INÍCIO DA CAMPANHA ELEITORAL NO RÁDIO E TV 

“Hoje, de verdade, começa o jogo. Nós tivemos as convenções, no dia 16 (de agosto) autorizou-se começar a campanha, já começamos com as atividades de rua, agora, hoje, é a todo vapor. Rádio, TV, rua, comício, carreata, caminhada, corpo a corpo… Ou seja, começamos a chegar no momento importante que é do eleitor decidir em quem que ele vai votar. Portanto, é uma data especial, uma data importante, que nós tiramos para visitar o Tribunal Regional Eleitoral.”

DENÚNCIAS CONTRA PGJ EDUARDO NICOLAU

“Nós confiamos na instituição Ministério Público, e nós não podemos permitir e também ficar calados nas ações seletivas que o Estado ou que o MP estejam tendo nesta eleição. (Está) mais do que notório a preferência política do chefe do MP (Eduardo Nicolau) aqui no Maranhão. Isso, ele, como cidadão, o voto dele que é secreto, só interessa a ele. Agora, a instituição ser utilizada apenas para ser dura e agir com muita eficiência em cima de prefeitos ou líderes políticos que não sejam alinhados ao Palácio dos Leões, não é correto.”

Deixe uma resposta