Associação de bairro recebe convênio milionário do Governo Brandão e não realiza São João

A União dos Moradores do Bairro Vila Nova, em São Luís, foi beneficiada com um repasse no valor de R$ 1.000.000,00 (equivalente a cachê de atrações nacionais) a pretexto de realizar um evento denominado “Circuito Junino – Edição 2022”. A assinatura do termo de fomento data de 16 de junho deste ano. No entanto, no local informado no documento, não há qualquer sinal de que haja festividades juninas.

No endereço mencionado, verifica-se o funcionamento do que parece ser uma escola comunitária e um espaço coberto com algumas bandeirolas. Nada que indique um evento milionário de São João nos moldes do contratado.

Outra questão que não pode passar despercebida é que, citado como presidente da União dos Moradores do Bairro Vila Nova, aparece o Sr. Tiago Bruno Ferreira Câmara. Ao se fazer uma consulta simples ao QSA (Quadro de Sócios e Administradores) da entidade, se verifica o nome de Deusdedit Pinheiro Câmara, que vem a ser pai de Tiago. Conhecido como “Juca”, Deusdedit é assessor do ex-vereador Severino Sales.

Sem quaisquer opções de entretenimento neste período festivo, a comunidade da Vila Nova se questiona onde foi parar o dinheiro investido para que, ali, houvesse uma alternativa de lazer.

Este não é o primeiro contrato sob suspeição celebrado pela Secretaria de Cultura do Maranhão (SECMA) na gestão do vereador-secretário Paulo Victor. Dispensadas de licitação, empresas notadamente de fachada foram contratadas para fornecer som, iluminação e logística para arraiais.

Deixe uma resposta