Ministros e deputados ignoram Flávio Dino

Se Flávio Dino recebeu e fez questão de agradecer pelas “milhares de mensagens de apoio e solidariedade” da comunidade jurídica, governadores, senadores, deputados e partidos políticos, alguns nomes importantes preferiram não colocar a mão no fogo pelo ainda ministro da Justiça e Segurança Pública, o deixando sozinho no enfrentamento aos seus demônios.

Colegas de Esplanada, como Juscelino Filho (Comunicações) e Geraldo Alckmin (Desenvolvimento), preferiram seguir suas vidas normalmente. A tropa de choque petista, composta por Rui Costa (Casa Civil), Fernando Haddad (Fazenda) e Camilo Santana (Educação), também lavou as mãos. Dino já teve problemas com os três, o que talvez explique o pouco caso. Anielle Franco (Igualdade Racial) também deu de ombros para a situação.

Na bancada parlamentar maranhense, Dino recebeu muitas manifestações, mas não foi unanimidade. Roseana Sarney (MDB) não dedicou nenhuma palavra afetuosa ao ex-governador que a sucedeu no Palácio dos Leões. O casal Josimar Maranhãozinho e Detinha, ambos do PL, tampouco. Desafeto declarado, Aluísio Mendes (Republicanos) não se importou em solidarizar-se. Líder de uma numerosa bancada na Câmara dos Deputados, Fábio Macedo (Podemos) também não está “nem aí” enquanto aproveita o feriadão na Itália.

Publicado originalmente no MARRAPÁ

Deixe uma resposta