Aliados de Dino e Brandão refestelaram-se no orçamento secreto 

O ex-governador Flávio Dino (PSB) e o atual governador-tampão Carlos Brandão (PSB) julgam-se tão “acima do bem e do mal” que sequer se dão ao trabalho de observar a conduta de seus aliados.

Numa rápida vista de olhos na reportagem divulgada nesta quinta-feira pela Piauí, publicação especializada em jornalismo político, revela que os mais chegados ao projeto palaciano de poder também são os líderes no que diz respeito à “farra ilimitada” descrita pela publicação. 

André Fufuca (PP) destinou valores que ultrapassam os 30 milhões de reais. Hildo Rocha (MDB), R$ 13,2 milhões, e Rubens Pereira Jr (PCdoB), que declarou à publicação ter repassado o montante de R$ 8 milhões, são nominalmente citados na matéria.

A ligação de Fufuca com o município de Paulo Ramos, recentemente contemplado com as benesses pré-eleitoreiras concedidas pelo Governo do Maranhão, também são expostas. Bacabal e Santa Inês, municípios também citados na reportagem por desmandos na área da saúde, são outras das cidades onde os gestores municipais são palacianos de carteirinha. 

Parece que os “amigos do Rei” não acompanham as bravatas do soberano…

Deixe uma resposta