Com saúde fragilizada, Brandão compromete governabilidade do Estado 

Menos de uma semana após retornar de pós-operatório dificultoso depois de delicada cirurgia, Carlos Brandão retornou a São Paulo na noite de quinta-feira (7). A volta ao hospital, para exames de rotina – segundo o próprio – suscitou o debate sobre até onde a saúde do chefe do executivo estadual estaria comprometida, podendo vir a interferir no bom andamento dos trabalhos. 

Afinal, alguém que segue em tratamento médico tem condições de tocar um estado com problemas tão crônicos quanto o Maranhão? Será que a sede pelo poder – não dele, mas de quem o cerca – é tanta a ponto de arriscar a saúde de quem se tem como aliado? 

Embora tenha feito questão de dizer que são procedimentos corriqueiros, e tenha apressado-se em voltar – segundo publicação em suas redes sociais, voltará ainda hoje (8) -, toda a situação gera embaraços, em um período que é imprescindível a presença daquele que ora governa o Estado. 

Deixe uma resposta