Caos e insegurança marcam show de Felipe Amorim

A praça Maria Aragão e seus arredores foram palcos de uma série de incidentes durante o show do cantor de piseiro Felipe Amorim, promovido pela Prefeitura de São Luís. Relatos de testemunhas afirmam que brigas, assaltos e até tiros ocorreram no local, lançando uma sombra de desordem sobre o evento.

A falta de organização foi evidente durante toda a realização do show, que fazia parte das festividades do mês de junho. A confusão generalizada atingiu seu ápice, levando o próprio artista a encerrar sua apresentação antes do previsto. “Ele optou por sair por conta própria”, confirmou um dos presentes.

A atitude prematura do cantor, abandonando o palco, gerou reações diversas do público nas redes sociais. Alguns zombaram da situação, questionando o fato de ele ter recebido a quantia de R$ 200 mil pelo cachê integralmente, antes da apresentação. Comentários como “o pix caiu, o cantor sumiu” e “ele já estava pago, não se importava mais” foram alguns dos publicados.

Além dos incidentes ocorridos durante o show, relatos de assaltos e arrastões nas ruas vizinhas ao local trouxeram um desfecho sombrio para as últimas apresentações musicais nacionais realizadas sob a gestão de Eduardo Braide. Esses acontecimentos levantam questionamentos sobre o desperdício de dinheiro público e a falta de segurança proporcionados pelos eventos promovidos pela Prefeitura de São Luís.

Deixe uma resposta