Em pé de guerra com partido, Yglésio declara voto em Bolsonaro

Mais um capítulo da guerra publicamente declarada entre o deputado estadual Yglésio Moyses (PSB) e a agremiação partidária a qual permanece filiado – não se sabe até quando – foi escrito nesta terça-feira (11/10), na tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA).

Em um inflamado discurso, o parlamentar contrariou o pombal socialista – rendido nacionalmente ao ex-presidente Lula (PT), tendo indicado seu vice Geraldo Alckmin (PSB) – e declarou voto no atual presidente, Jair Bolsonaro (PL).

Para Yglésio, que já foi filiado ao Partido dos Trabalhadores, “Bolsonaro é um maluco, mas colocou um monte de gente com competência, comparado com os antecessores, para fazer gestão”.

Outro motivo para a decisão de voto explicitada pelo parlamentar é evitar uma possível interferência de Flávio Dino (PSB), empoderado pela volta do petista, nos trabalhos da ALEMA. “O que eu puder fazer para essa interferência externa desse senhor acabar aqui dentro da casa, eu quero”, declarou.

Confira trechos do pronunciamento:

Deixe uma resposta