Dino e Brandão não cumprem promessas ligadas à Educação e Emprego 

O portal de notícias G1 verificou o andamento das promessas dos governadores eleitos em 2018 após três anos e meio de suas respectivas gestões. Ao analisar a situação no estado do Maranhão, o site apontou que sete das 51 promessas de campanha da dupla Flávio Dino e Carlos Brandão simplesmente não foram cumpridas. 

Entre elas, está a ampliação do programa Mais Empregos. Na campanha eleitoral, fora prometido expandir a plataforma para estimular a inserção no mercado formal de trabalho, por meio de incentivos fiscais às empresas cadastradas, atendendo ao critério de paridade de acesso entre homens e mulheres.

O desemprego, no entanto, segue sendo o calcanhar de Aquiles da gestão Dino-brandonista. Milhares de maranhenses amanhecem todos os dias diante da incerteza de não ter um emprego e, por vezes, de não ter o que comer.

Na área da Educação, foram inúmeras promessas ao vento. Entre elas, aumentar vagas na educação superior pública com cursos de graduação presencial, semipresencial e à distancia, ter nutricionistas, bibliotecários, psicólogos e assistentes sociais em todas as Unidades Regionais da Educação e ampliar o programa Cidadão do Mundo. Nada disso foi feito nos três anos e meio da segunda gestão de Dino e Brandão.

Outras 29 promessas foram listradas pelo G1 como cumpridas “em parte”, e as demais 21 foram apuradas como “cumpridas”.

Deixe uma resposta