O feito de conseguir transformar Roberto Rocha (PTB) em candidato único ao Senado por uma frente ampla, formada por onze partidos e quatro pré-candidatos ao Governo, foi a gota d`água para a permanência de Ricardo Cappelli no comando da secretaria de Comunicação do Estado. 

Segundo o jornalista Yuri Almeida, do blog ATUAL7, a “saída honrosa” já foi acertada entre Flávio Dino e Carlos Brandão – que ficaram isolados para suas disputas eleitorais graças a Cappelli – e o futuro ex-secretário deve assumir um cargo na coordenação política do PSB a partir de junho.