Vereador e esposa são vítimas de perseguição política em Carolina

O suplente de vereador no exercício do mandato, Magno Martins (União Brasil), utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Carolina para denunciar perseguição política que vem sofrendo por parte do grupo que defende candidaturas alinhadas ao Palácio dos Leões para as eleições de outubro próximo.

Em seu relato, o parlamentar afirma que a esposa foi exonerada da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) daquele município por conta da manifestação de voto em seu colega de partido, Chiquinho Bringel, que disputará o cargo de deputado estadual. Chiquinho é o titular da vaga de vereador atualmente ocupada por Martins.

A situação não é nova na política maranhense, entretanto, os casos de retaliações motivadas por preferências políticas estão se multiplicando pelo interior do estado neste ano eleitoral. 

Confira a fala do vereador Magno Martins: 

Deixe uma resposta