Nada se cria… Com “O Maranhão Não Pode Parar”, Flávio Dino repete Roseana e Zé Reinaldo

Lançada no último fim de semana, no município de Presidente Dutra, a pré-campanha de Flávio Dino (PSB) ao Senado Federal repete slogan antigo da família Sarney e daqueles que, por muito tempo, a orbitaram.

O mote “O Maranhão Não Pode Parar” foi usado, pela primeira vez, pelo ex-governador José Reinaldo Tavares (PSDB), no ano de 2002, quando ele venceu a disputa para a sucessão da então governadora Roseana Sarney (MDB). Em 2010, quando a própria filha de José Sarney, novamente na cadeira de governadora, concorreu à reeleição para o Palácio dos Leões, a frase de efeito fora novamente utilizada. Com sucesso.

Diante da ausência de Carlos Brandão (PSB) há quase 30 dias, o slogan da campanha dinista até parece uma cobrança ao governador-tampão, afastado por problemas de saúde. 

Mas quem conhece bem o ex-governador Flávio Dino desconfia de que, na verdade, a narrativa seja um start para a pré-campanha de Felipe Camarão (PT), até aqui pré-candidato a vice-governador na chapa brandonista. A tese ganha força diante dos rumores crescentes de uma possível substituição do cabeça de chapa da composição majoritária governista.

Abre o olho, Carlos Brandão!

Deixe uma resposta