Brandão silencia diante de fala sobre quilombolas; políticos e movimentos se posicionam 

A fala controversa de Carlos Brandão (PSB) durante sabatina do Grupo Mirante, promovida pelo portal Imirante, sobre as comunidades quilombolas continua repercutindo negativamente. Políticos e movimentos em defesa da população negra, que tem no Maranhão sua segunda maior proporcionalidade em relação ao total populacional – atrás somente do estado da Bahia – se manifestaram contra a declaração do governante.

O presidente do PT de São Luís, Honorato Fernandes, se manifestou por meio das redes sociais:

O Movimento Negro do PDT Maranhão compartilhou vídeo que fala em “ódio e preconceito contra a população quilombola” e emitiu nota de repúdio ao que classifica como “racismo estrutural e institucional”. “Neste momento, nos envergonhamos das palavras proferidas por Carlos Brandão no qual nos trata como seres estranhos, ao dizer a expressão: “temos que conviver com eles”. Lamentamos a postura enojada do representante dos Leões que compara-se com a aversão descrita do presidente Bolsonaro”, diz trecho do posicionamento.

Confira o vídeo e a íntegra da nota: 

Deixe uma resposta