IDEB: Maranhão desponta como último colocado em português e matemática  

Os indicadores do Maranhão, no que dizem respeito à educação básica, não são dos melhores. Dados recém divulgados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) colocam o estado governado atualmente por Carlos Brandão (PSB) na última posição entre as 27 unidades da federação, nas principais disciplinas que compõem a matriz curricular educacional: Língua Portuguesa e Matemática. 

A análise remete aos anos de 2019 e 2021, período em que o estado era chefiado pelo comunossocialista Flávio Dino (PSB), tendo Brandão como vice, e Felipe Camarão (PT) era seu secretário de Educação.

Quando analisada a média da pontuação alcançada pelos alunos do ensino médio, o Maranhão obteve 254 pontos em Língua Portuguesa e 244 em Matemática. Para efeitos de comparação, os estados que se revezaram na liderança entre 2019 e 2021, Paraná e Santa Catarina, tiveram pontuações próximas ou acima dos 280 pontos. 

Embora o Governo do Maranhão alardeie a educação, citando projetos como “Escola Digna” e IEMAs, como bandeira, o que se vê como resultado são resultados que escancaram a realidade deficitária do ensino maranhense. 

Deixe uma resposta