Vereadores travam guerra por migalhas de asfalto do Governo em Coroatá

Uma grande confusão por alguns metros de pavimentação asfáltica em Coroatá envolveu até mesmo um caminhão de som. Tudo por conta de quem seria o pai do benefício que chegou aos moradores de um bairro daquele município.

No mês de março, mais precisamente no dia 25, o vereador Macilio Gonçalves (PCdoB) subiu à tribuna da Câmara Municipal de Coroatá para informar a indicação que fez ao então governador Flávio Dino (PSB), solicitando asfaltamento para três ruas do bairro Trizidela.

O pedido só foi atendido tempos depois, mas quem tentou assumir a paternidade da obra foi o também vereador Júlio do Moisés (PDT). Moisés ficou conhecido por ter presenteado o pré-candidato ao Governo do Maranhão e colega de partido, Weverton (PDT), com um foguete em miniatura, enquanto ainda o apoiava.

Entretanto, pouco após ter ofertado o presente, Júlio passou para as fileiras de apoio do principal adversário do pedetista, o governador-tampão e pré-candidato a reeleição, Carlos Brandão (PSB). Também trocou a pré-candidatura a deputado federal de Márcio Honaiser (PDT) pela de outro Márcio, o Jerry (PCdoB) – colega de partido de Macilio.

Após o vereador Macilio relembrar que a indicação do benefício foi sua, Júlio do Moisés voltou-se contra o colega parlamentar, a ponto de, com um caminhão de som em pleno centro da cidade, soltar acusações e ofensas contra Macilio, para quem quisesse ouvir:

E isso porque agora ambos fazem parte do mesmo grupo político. Muy amigos…

Deixe uma resposta