Enquanto Brandão viaja de jatinho, rodovias estaduais pedem socorro

As rodovias estaduais que cortam o Maranhão vivem em estado de penúria. O risco à vida dos usuários que trafegam pelas estradas, que têm sua manutenção negligenciada pelo Governo do Estado, é constante. No último fim de semana, erosões cortaram ao meio duas vias importantes e, por pouco, não fizeram vítimas fatais. 

Na MA-014, ligação entre os municípios de São João Batista e São Vicente Ferrer, a rodovia simplesmente cedeu. Por sorte, nenhum veículo passava no momento em que o asfalto foi engolido pela terra. 

Fortuna similar não foi conseguida por um ônibus do Sistema Metropolitano da Grande São Luís, que trafegava pela MA-202, conhecida como Estrada da Maioba. O veículo teve suas rodas traseiras puxadas para a cratera que se abriu na rodovia, que corta os municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar ligando-os à capital maranhense. O incidente assustou os passageiros que estavam no coletivo.

Enquanto certos deputados estaduais se preocupam com a situação das rodovias federais – preocupação que não é de sua alçada – o governador-tampão Carlos Brandão descansa tranquilo, pois quando precisa viajar pelo Maranhão, voa leve pelas nuvens a bordo de jatinhos alugados, sem nenhum tipo de transtorno durante o trajeto. 

Deixe uma resposta